A escrever nas nuvens
comentar
publicado por Girassol, em 30.06.08 às 18:50link do post | favorito

 

Estou a sair do marasmo a que me tinha votado e a (re)ler novamente!

Depois de, há imenso tempo,ter lido O nome da rosa e O pêndulo de Foucault, resolvi deliciar-me com este livro do Umberto Eco.

Digo-vos que estou a adorar.

 

tags:
sinto-me:
música: The Name of The Rose (1986) Soundtrack

comentar
publicado por Girassol, em 24.06.08 às 18:16link do post | favorito

Obrigada por estes dias.

Cuida dos girassóis!

 

 

 

AMT*

 

 

tags: ,
sinto-me:
música: Sara Bareilles - Love Song

comentar
publicado por Girassol, em 18.06.08 às 19:08link do post | favorito

 

 

Descobri a banda sonora da última campanha de uma determinada cerveja do NORTE!!

 

"All of these lines across my face
Tell you the story of who I am
So many stories of where I've been
And how I got to where I am
But these stories don't mean anything
When you've got no one to tell them to
It's true...I was made for you
I climbed across the mountain tops
Swam all across the ocean blue
I crossed all the lines and I broke all the rules
But baby I broke them all for you
Because even when I was flat broke
You made me feel like a million bucks
You do
I was made for you
You see the smile that's on my mouth
It's hiding the words that don't come out
And all of my friends who think that I'm blessed
They don't know my head is a mess
No, they don't know who I really am
And they don't know what
I've been through like you do
And I was made for you...
All of these lines across my face
Tell you the story of who I am
So many stories of where I've been
And how I got to where I am
But these stories don't mean anything
When you've got no one to tell them to
It's true...I was made for you"
 

 

tags: ,
sinto-me:
música: Brandi Carlile - The Story

comentar
publicado por Girassol, em 17.06.08 às 16:17link do post | favorito

"(...)

Deixá-lo ser feliz: deixá-lo. Calisto Elói, aquele santo homem lá das serras, o anjo do fragmento paradisíaco do Portugal velho, caiu.

Caiu o anjo, e ficou simplesmente o homem, homem como quase todos os outros.

Na qualidade de anjo, Calisto, sem dúvida, seria mais feliz; mas, na qualidade de homem a que o reduziram as paixões, lá se vai concertando menos mal com a sua vida. (...)"

in "A queda de um anjo", Camilo Castelo Branco.

 

Acabei de reler este livro.

Lembrei-me do desafio lançado pelo tontices. A ver as reacções que serão despoletadas com o meu pensamento provocador.

 

Calisto era um provinciano morgado. Casado sem amor com a sua prima. A sua paixão eram os livros, cartapácios latinos, gregos, lusos antigos.

Aos 44 anos foi eleito deputado. Rumou sozinho a Lisboa.

Escandalizou-se com as peças de teatro e a opulência citadina.

Fez empolados discursos morais no Parlamento e foi anjo-custódio de uma dama casada tresmalhada.

Até que conheceu a sua prima Ifigénia.

E olvidou sua vestimenta, esposa, livros, moral.

Rumou a Paris, assistiu a peças de teatro.

Sua esposa mal amada uivou em Lisboa pela perdição do morgado mas a cidade também engoliu a candura da sua idiossincrasia.

O agora barão Calisto e Ifigénia permaneceram entre os olisiponenses, tiveram prole e almejaram a felicidade.

A mesma sina teve a esposa que na sua terra confortou-se nos braços do irmão de Calisto e viu nascer um descendente.

 

Por todo o exposto parece que devemos fazer tábua rasa dos nossos valores. Eles não nos trazem felicidade.

Devemos sim, trair tudo e todos, começando por nós próprios.

Encetar ou manter um relacionamento é afã. Os laços que nos unem aos nossos consortes são grilhões.

E o nosso Status Libertatis??

sinto-me:
música: Don't dream It's over-Crowded House

comentar
publicado por Girassol, em 13.06.08 às 20:58link do post | favorito

O Tontices desafiou-me a escolher uma palavra.

Até ao próximo dia 20 publicaremos nos nossos blogs as considerações que a mesma nos suscitou.

Imaginam que palavra escolhi?

PENSAMENTO!

Acho que dei um tiro no próprio pé.

tags: ,
sinto-me:
música: Melanie Safka - Look What They've Done To My Song Ma

comentar
publicado por Girassol, em 10.06.08 às 10:35link do post | favorito

 

tags:
sinto-me:
música: Whiter Shade of Pale - Annie Lennox

comentar
publicado por Girassol, em 04.06.08 às 19:17link do post | favorito

Há um ano que tenho mandato para um processo crime e outro cível.

Os clientes foram informados que se me queriam contratar, teriam de me passar procuração e pagar os meus honorários.*

No dia 24 de Abril p.p. desloquei-me ao tribunal para inquirição de testemunhas, no processo de falsificação de documentos e burla.

Eu e os clientes/ofendidos estivemos lá das 14h30 até às 18h00.

Numa sala exígua e sem as mínimas condições de trabalho foram ouvidas as testemunhas, foram feitas as acareações e finalmente foram constituídos 4 arguidos.

Não vou discutir aqui as vicissitudes processuais de um processo que tão cedo não deve ter despacho de acusação.

Ao sair do tribunal referi que aconselhava a que requeressem o apoio judiciário para a sua constituição de assistentes e informei-os dos meus honorários pela minha intervenção ao longo daquela tarde.

Ficou agendado logo ali uma reunião para o dia 28 de Abril p.p. dado que não sabiam preencher os requerimentos e toda a documentação atinente à concessão, obviamente, estava na sua posse.

No dia e hora aprazados, nada comunicaram!

Pelo que tive de os contactar. Disseram-me que o carro os tinha deixado ficar mal, que pediam desculpa e se podiam agendar para o dia 5 de Maio p.p.

Anui, alertando para a entrada o mais rapidamente possivel do referido requerimento.

Escusado será dizer que a história se repetiu...

No âmbito do processo cível e respectivo apenso, recebi duas notificações a conferir-me prazos defensivos. A  26 de Maio p.p. comuniquei tal facto aos clientes, voltei a reiterar a necessidade da entrada urgente do famigerado requerimento bem como da sua presença para os elucidar qual o caminho escolhido para obstar às pretensões da parte contrária.

Agendou-se reunião para hoje às 15h00. Só para hoje? Sim. Eles alegaram que antes não  "lhes dava jeito". (sic)

Adivinhem quem teve de ligar e ouvir, mais uma vez, que o carro os tinha deixado apeados?

Adivinhem quem, até hoje, não recebeu um mísero tostão?

Amanhã está agendada a reunião substítuta.

Ora isto rima com filhos da truta!

 

 

 

* Actualmente, no âmbito do apoio judiciário, se uma pessoa quiser que seja determinado advogado a resolver os seus problemas judicialmente, tem de lhe passar procuração. Se o não fizer a Ordem dos Advogados nomeará um qualquer colega.

 

sinto-me:
música: Respect - Aretha Franklin

comentar
publicado por Girassol, em 02.06.08 às 20:08link do post | favorito

Ando assim há dias.

A apatia e inactividade assolam-me.

Culpei o tempo destes últimos meses mas agora que o sol,ainda que tímido, espreita e que a vida a médio prazo se comporá, não encontro explicações.

A não ser uma...

 

 

 

"Maybe I'm crazy
Maybe you're crazy
Maybe we're crazy
Probably"

sinto-me:
música: Gnals Barkley - Crazy

mais sobre mim
Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

15
16
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29


pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds